Mali/França/ Terrorismo

Jornalista francês raptado no Mali pede a ajuda de autoridades

 Olivier Dubois, jornalista francês raptado no dia 8 de Abril  de 2021 no Mali, pediu, num vídeo, às autoridades franceses que façam tudo para obter a sua libertação. (Imagem captada de  vídeo)
Olivier Dubois, jornalista francês raptado no dia 8 de Abril de 2021 no Mali, pediu, num vídeo, às autoridades franceses que façam tudo para obter a sua libertação. (Imagem captada de vídeo) - social media/AFP

O jornallista francês, Olivier Dubois, declara num vídeo, divulgado nas redes sociais, que foi raptado no mês passado, no norte do Mali, pelo Grupo de Apoio ao Islão e aos Muçulmanos (GSIM), um grupo jihadista  filiado à rede Al Qaeda. Dubois que trabalha para o jornal Libération e os semanários Le Point e Jeune Afrique, apelou no vídeo à ajuda do governo francês.    

Publicidade

Raptado no dia 8 de Abril, o  jornalista francês sentado, vestido com um fato-casaco diante de uma tenda, declina a sua identidade no vídeo que circula nas redes sociais.

Olivier Dubois, anuncia que  foi raptado pelos jihadistas do Grupo de Apoio ao Islão e aos Muçulmanos (GSIM) e  numa mensagem à sua família, amigos e autoridades franceses, pede para que eles façam tudo o que poderem para libertá-lo.

A agência Reuters a quem foi enviado o vídeo, não foi capaz de confirmar a autenticidade do elemento.

O Ministério Francês dos Negócios Estrangeiros, de momento recusou comentar a questão. Todavia uma fonte no seio do ministério confirmou, que o contacto foi estabelecido com a família do jornalista.

 As autoridades malianas, também não se pronunciaram sobre o rapto de Dubois.

O  director geral de Repórteres Sem Fronteiras, Christophe Deloire, recorreu as redes sociais para apelar a libertação de Olivier Dubois e pediu,tanto às autoridades francesas como malianas, que ponham tudo em prática  para libertar o jornalista.

Deloire destacou que Repórteres Sem Fronteiras foi  informado sobre o rapto de Dubois no dia 10 de Abril, mas que  em concertação com os media com os quais o jornalista trabalha, foi decidido não anunciar imediatamente o sequestro, de forma a não atrapalhar um desfecho rápido e positivo. 

Olivier Dubois colabora com os semanários Le Point e Jeune Afrique,bem como o diário Libération.

O  director da redacção do Libération, do qual Olivier Dubais era o correspondente no Mali desde Agosto de 2020, disse à Reuters que o jornal  está em contacto com a família  do jornalista e as autoridades competentes.

O GSIM reivindicou, em Dezembro e Janeiro últimos, a morte de cinco militares franceses durante dois ataques diferentes no Mali.     

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI