África/Sociedade

Em Dia da África filósofo angolano apela a soluções endógenas para continente

A sede da União Africana em Adis Abeba, na Etiópia.A instituição  foi originalmente chamada Organização da Unidade Africana. A sua criação data de 25 de Maio de 1963 e foi a mesma que decidiu celebrar o Dia da África .
A sede da União Africana em Adis Abeba, na Etiópia.A instituição foi originalmente chamada Organização da Unidade Africana. A sua criação data de 25 de Maio de 1963 e foi a mesma que decidiu celebrar o Dia da África . RFI/Miguel Martins

Assinala-se hoje o dia de África. Luís Kandjimbo, filósofo angolano, ensaísta e escritor, resumiu o contexto em que pode ser visto a celebração de mais 25 de Maio para o Grande continente. Kandjimbo chama atenção das elites africanas para necessidade de uma governação que se adapte as realidades endógenas de África.  

Publicidade

Criado durante o Primeiro Congresso dos Estados Africanos Independentes realizado em Acra, no Gana, a  15 de Abril de 1958, o Dia da África, inicialmente chamado de Dia da Liberdade de África e Dia da Libertação de África, começou a ser celebrado anualmente a 25 de Maio de 1963.

Foi na data de 25 de Maio de 1963, que os Estados africanos independentes fundaram a Organização da Unidade Africana, que tinho  por missão contribuir para a libertação dos povos africanos ainda sob domínio colonial, assim como  para o desenvolvimento social e  económico do continente.

Em  2021, o Dia da África  é assinalado num contexto de pandemia e do agravamento da situação económica no continente, onde surgiram novos focos de tensão, nomeadamente através de crises políticas internas e da penetração de um terrorismo importado.

Em declarações à RFI por ocasião do  Dia da África, o filósofo, ensaísta, escritor e investigador angolano Luís Kandjimbo fala-nos do contexto no qual é celebrado mais um 25 de Maio e realça a necessidade de as elites, no poder em África, adaptarem a sua governação às realidades sociológicas e culturais de um continente que será confrontado com imensos desafios.

Ouça aqui as declarações de Luís Kandjimbo à RFI:

Luís Kandjimbo, filósofo angolano 25 05 2021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI