Política

Autoridades da Costa do Marfim libertam 78 opositores políticos

O Presidente Alassane Ouattara encontrou-se com o seu predecessor Laurent Gbagbo em Abidjã no dia 28 de julho de 2021.
O Presidente Alassane Ouattara encontrou-se com o seu predecessor Laurent Gbagbo em Abidjã no dia 28 de julho de 2021. REUTERS - LUC GNAGO

O Presidente da Costa do Marfim, Alassane Ouattara, anunciou a libertação de 78 pessoas detidas desde 2020 por oposição aos resultados das eleições presidenciais.

Publicidade

Esta decisão das autoridades da Costa do Marfim acontece poucos dias depois do encontro entre o Presidente Ouattara e o seu predecessor, Laurent Gbagbo, onde este chamou a atenção para o encarceramento de muitos dos seus apoiantes.

Assim, Outtara anunciou a libertação de força provisória de 69 presos acusados de crimes cometidos após a eleição presidencial de outubro de 2020, ganha pela terceira vez por Alassane Ouattara.

Outra nove pessoas, detidas na mesma altura, foram mesmo indultadas.

A eleição de 2020 foi muito contestada pela oposição, que considera que o mandato do actual presidente é inconstitucional. A eleição mergulhou mesmo o país num período de confrontos que resultou em 100 mortos e mais de 500 feridos.

As tensões na Costa do Marfim têm vindo a atenuar desde março, altura em que as eleições legislativas decorreram sem desacatos.

A libertação destes e de outros opositores políticos foi pedida por Laurent Gbagbo aquando um encontro com o atual Presidente.

Depois de uma ausência de 10 anos, o antigo presidente regressou a meio de junho ao país, onde os seus partidários o acolheram num ambiente de euforia.

No poder de 2000 a 2010, Laurent  Gbagbo foi  preso em Abril de 2011 e em seguida transferido para uma prisão do Tribunal Penal Internacional de Haia, sob a acusação de crimes contra a humanidade.

Três mil pessoas morreram durante as convulsões pós-eleitorais de 2010, cuja responsabilidade foi imputada a Gbagbo, por este ter rejeitado o resultado da eleição presidencial de Outubro desse ano.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI