Eleições

Hakainde Hichilema ganha as eleições presidenciais na Zâmbia

Hakainde Hichilema ganhou as eleições presidenciais na Zâmbia.
Hakainde Hichilema ganhou as eleições presidenciais na Zâmbia. SALIM DAWOOD AFP

O líder da oposição, Hakainde Hichilema, ganhou as eleições na Zâmbia após ter ficado a 100.000 votos da vitória em 2016. Os resultados foram conhecidos uma semana depois do escrutínio que aconteceu na segunda-feira passada.

Publicidade

Com 2,8 milhões de votos, Hakainde Hichilema, foi declarado o vencedor das eleições presidenciais da Zâmbia, uma semana depois da realização das mesmas. O adversário, o Presidente Edgar Lungu que termina agora o seu mandato, obteve 1,8 milhões de votos.

Hakainde Hichilema consegue assim chegar ao poder na sua sexta tentativa de ser eleito chefe de Estado, com o resultado a ser aceite por Lungu, apesar de este ter chegado a dizer que houve fraude na realização das eleições.

O mandato de seis anos de Edgar Lungu foi contestado por suspeitas de corrupção e abusos de direitos humanos. O agora ex-Presidente também foi contestado por ter pedido avultados empréstimos a outros países, especialmente à China.

Hakainde Hichilema é o líder da oposição e o homem mais rico da Zâmbia. De origens humildes, Hichilema conseguiu bolsas para a sua formação superior, chegando a estudar no Reino Unido.

A vitória de Hakainde Hichilema foi festejada na capital da Zâmbia, Lusaka, com centenas de apoiantes reunidos, com música, danças e buzinões.

A eleição na Zâmbia mobilizou 70% do eleitorado, com muitos cidadãos a depositarem o seu voto na esperança que o escrutínio traga mudanças ao país que vive uma forte crise económica.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI