Ébola/Costa do Marfim

Ébola: Costa do Marfim regista primeiro caso importado da Guiné-Conacri

A Costa do Marfim registou o primeiro caso de Ébola depois de 27 anos.
A Costa do Marfim registou o primeiro caso de Ébola depois de 27 anos. CARL DE SOUZA AFP/Archivos

A Costa do Marfim confirmou este domingo o primeiro caso de Ébola no país, desde 1994, importado da Guiné-Conacri.

Publicidade

O ministro da Saúde da Costa do Marfim, Pierre Dimba, revelou que a jovem de 18 anos, portadora de Ébola, viajou de Labé, no norte da Guiné-Conacri, e chegou a Abidjan, na Costa do Marfim, por estrada, no passado dia 12 de agosto.

A jovem fez o percurso com recurso a vários autocarros e sentiu-se mal ao chegar à Costa do Marfim.

A Organização Mundial da Saúde revelou que é 'extremamente preocupante' que o caso tenha sido registado em Abidjan, uma cidade que conta com mais de quatro milhões de pessoas.

A OMS revelou ainda que na Guiné-Conacri foram identificados 58 casos de contacto da jovem. Por sua vez, na Costa do Marfim há registo de um caso suspeito e nove contactos.

"Em Labé, foram identificados 58 contactos. A boa notícia é que, de momento, não mostraram quaisquer sintomas. Estão a ser bem seguidos”, disse o director-regional de saúde de Labé, Elhadj Mamadou Houdy Bah, à agência France-Presse.

A jovem que deu positivo para o vírus Ébola está actualmente a ser tratada no Hospital Universitário de Treichville, em Abidjan.

A OMS está a ajudar na resposta e combate à doença e já providenciou 5 mil doses de vacinas, após um acordo entre os ministérios da saúde dos dois países.

Recorde-se que a Guiné-Conacri registou recentemente um novo surto de Ébola, que acabou por ser declarado extinto no mês de Junho.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI