Acesso ao principal conteúdo
73ª Assembleia Geral ONU

ONU: Nyusi pede ajuda para processo de paz

Filipe Nyusi, presidente de Moçambique na 73ª Assembleia-Geral das Nações Unidas. 25/09/18
Filipe Nyusi, presidente de Moçambique na 73ª Assembleia-Geral das Nações Unidas. 25/09/18 Bryan R. Smith / AFP
4 min

Filipe Nyusi, discursou na terça-feira, em Nova Iorque, na 73ª Assembleia-Geral das Nações Unidas. O Presidente de Moçambique pediu mais ajuda para o processo de paz em curso.

Publicidade

O Presidente de Moçambique foi o primeiro estadista dos países africanos de língua oficial portuguesa a discursar na Assembleia Geral da ONU. Filipe Nyusi realçou os passos dados rumo à paz em Moçambique.

"Felizmente, há mais de dois anos que as armas se calaram em Moçambique, graças ao diálogo direito que encetei com o falecido líder da Renamo [Afonso Dhlakama]. Neste momento há consenso de que tudo que foi feito no meu país, a paz, foi o melhor que averbei como presidente”, sublinhou o chefe de estado moçambicano.

Nyusi salientou a alteração constitucional, aprovada pelo parlamento em Julho passado, “como resultado do diálogo, a nação moçambicana testemunhou, em Julho deste ano, a aprovação pela Assembleia da República, da emenda pontual da Constituição da República, com vista à redução de conflitos pós-eleitorais e ao aprofundamento da democracia".

"Estes passos firmes do diálogo político constituem um marco indelével na história multipartidária do país. Pois, pretendemos realizar eleições gerais sem qualquer partido armado, como aconteceu em ciclos anteriores", reiterou.

A 73.ª Assembleia-Geral das Nações Unidas começou esta terça-feira em Nova Iorque e prolonga-se até dia 1 de Outubro.

Filipe Nyusi, presidente de Moçambique

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.