Acesso ao principal conteúdo
GUINÉ-BISSAU/BRASIL

Presidente da Guiné-Bissau deverá debater com homólogo brasileiro envio de tropas

Céline Develay-Mazurelle
Texto por: Miguel Martins
4 min

O presidente da Guiné-Bissau, Malam Bacai Sanhá, inicia nesta quarta-feira a sua primeira visita ao Brasil. Em cima da mesa dos encontros com o seu homólogo, Lula da Silva, em fim de mandato, deverá estar a participação de tropas brasileiras na hipotética missão de estabilização para território guineense. O Brasil teria ainda assim que submeter o caso para aprovação no Congresso.

Publicidade

O Brasil enviou já tropas para o Haiti, no âmbito de uma resolução do Conselho de segurança das Nações Unidas.

Brasilia não descarta, porém, o envio de forças para a Guiné-Bissau, no espírito da missão de estabilização de abordada na cimeira da CPLP, Comunidade dos países de língua portuguesa, a 23 de Julho passado na capital angolana.

Tal medida deveria, porém, ser submetida à aprovação do Congresso brasileiro, conforme declarou Piragibe Tarragô, director África e Médio Oriente do Ministério brasileiro das relações exteriores, para o qual a diplomacia brasileira apostaria, mesmo, na estabilização da Guiné-Bissau.

Piragibe Tarragô

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.