Acesso ao principal conteúdo
UNESCO

Nome do presidente da Guiné Equatorial para prémio da Unesco rejeitado por ONGs

4 min

 Uma coligação de ONGs lançou um apelo ao Conselho Executivo da Unesco para abandonarem a ideia de uma recompensa com o nome do presidente da Guiné Equatorial, Obiang Nguema.

Publicidade

Três organizações não-governamentais (ONG) reclamam pura e simplesmente a supressão do premio da Unesco “Prémio Obiang Nguema para a Investigação em Ciências da Vida” que acusam de corrupção maciça. O apelo foi feito pela Sherpa, a Transparence International France e a Human Rights Watch France aos Estados-Membros do Conselho Executivo da UNESCO, que até 21 de Outubro estão reunidos em Paris.

A apoiar estas ong's está, também, Tutu Alicante, da ONG da Guiné Equatorial EG Justice. Em declarações à RFI, Tutu Alicante diz-se chocado com a ideia de uma recompensa com o nome do seu presidente.

Tutu Alicante, representante EG Justice

Recorde-se que os protestos provenientes dos quatro cantos do mundo, levaram à suspensão da atribuição do prémio, em Junho passado. Além disso, a Direção-geral da UNESCO pediu aos Estados-Membros do Conselho Executivo para encontrarem uma solução
No entanto, Sue Williams, porta-voz da UNESCO, alerta para a dificuldade em encontrar uma saída consensual para esta questão.

Sue Williams, porta-voz da Unesco

Para já a corrida para levar este tema à mesa dos Estados-Membros faz-se nos bastidores, isto porque a questão do Prémio Unesco Obiang Nguema não faz parte da agenda oficial do Conselho Executivo, que se encontra reunido am Paris até dia 21 deste mês.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.