Angola

Angola e Portugal assinam memorando sobre fronteiras marítimas

Luanda, capital angolana, vista do mar
Luanda, capital angolana, vista do mar Erik Cleves Kristensen/Wikipédia
Texto por: RFI
3 min

Um memorando de entendimento no domínio das limitações das fronteiras marítimas e da extensão da plataforma continental foi assinado esta Sexta-Feira, em Luanda, entre os ministérios da Defesa de Angola e de Portugal.

Publicidade

A informação foi prestada pelo secretário de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar de Portugal, Marcos Perestello, no final de um encontro com o vice-ministro da Defesa de Angola, almirante Gaspar Santos Rufino.

Marcos Perestello realçou que este memorando de entendimento vai marcar uma nova era na cooperação entre os dois estados, tendo em conta que Angola aproveitará as capacidade técnicas e científicas dos meios que Portugal desenvolveu para apresentação da sua proposta de extensão da plataforma continental nas Nações Unidas.

O nosso correspondente em Luanda, Avelino Miguel, adiantou-nos mais promenores.

Correspondência de Avelino Miguel, em Luanda

Com este memorando Portugal vai contribuir com capacidade científica, conhecimentos técnicos, meios próprios que desenvolveu, designadamente os de fundo de exploração marinhos.

Para Marcos Perestello, as relações de cooperação entre os dois estados é positiva e possui condições para que, nos próximos anos, se aprofundem, cada vez mais.

O responsável visita Angola desde Quinta-Feira, no âmbito das relações de cooperação no domínio da defesa. O seu regresso está aprazado para a próxima Segunda-Feira.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI