MOÇAMBIQUE

Surto de diarreia num campo de refugiados em Moçambique

Refugiados no campo de Maratane, em Moçambique
Refugiados no campo de Maratane, em Moçambique O País

Um presumível surto de diarreia no campo de refugiados de Maratane, em Nampula, no norte de Moçambique poderia ter provocado a morte a 32 pessoas nas últimas semanas.Não está, porém, excluída a possibilidade que se trate de um problema de subnutrição.

Publicidade

O campo de refugiados de Maratane, na província nortenha de Nampula, no norte de Moçambique, acolhe cerca de 10 000 refugiados, oriundos sobretudo da regiões dos Grandes Lagos e do Corno de África.

A insegurança alimentar e a instabilidade política em países como a Somália estariam na origem de um aumento importante do número de chegadas de estrangeiros a esta região moçambicana.

Refugiados que pedem asilo político em Moçambique como relata o jornal "O País", citando o comando provincial da Polícia.

No campo de refugiados as condições de sobrevivência seriam difíceis... com relatos de vários cidadãos somalis que dali teriam fugido por essa razão para outras zonas.

A falta de alimentos neste campo paira sobre o drama que se teria ali vivido.

Nas últimas semanas cerca de 32 pessoas, sobretudo etíopes e somalis, teriam morrido num caso que poderia estar ligado a um surto de diarreia ou a uma alimentação deficitária.

Um caso que nos é relatado por Carlos Jossia, correspondente em Maputo.

 

Carlos Jossia

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI