Burkina Faso

Novas manifestações violentas no Burkina Faso

Veículos incendiados em Koudougou. 14/04/11
Veículos incendiados em Koudougou. 14/04/11 AFP

Centenas de comerciantes e de jovens de Koudougou voltaram a manifestar-se de forma violenta. Os manifestantes incendiaram a residência do autarca local, a sede da polícia municipal e uma instituição pública responsável pela gestão do mercado da cidade.

Publicidade

Centenas de comerciantes e de jovens de Koudougou, uma cidade do centro do Burkina Faso, voltaram a manifestar-se de forma violenta, esta quarta-feira. Os manifestantes incendiaram a residência do autarca local, a sede da polícia municipal e uma instituição pública destinada ao desenvolvimento, que é responsável pela gestão do mercado da cidade.

Os comerciantes protestam contra a decisão do presidente da câmara de Koudougou e membro do partido no poder, Seydou Zagré, de encerrar cerca de quarenta lojas por não terem em dia o pagamento das taxas locais. Aos comerciantes, nesta manifestação, juntaram-se jovens estudantes.

Recorde-se que foi, precisamente, em Koudougou que teve início a 22 de Fevereiro a vaga de manifestações populares contra o regime Blaise Compaoré, o presidente do Burkina Faso, no poder desde 1987. Foi, também, nesta cidade, que numa manifestação reprimida pela polícia, um jovem estudante morreu em circunstâncias ainda controversas.

De sublinhar, por fim, que a oposição apela a uma grande manifestação, no próximo sábado, em Ouagadougou contra o regime em vigor. Blaise Compaoré, o atual presidente do Burkina Faso é um antigo militar, chegou ao poder em 1987 através de um golpe de estado e, desde 1991 tem vencido todas as eleições com mais de 80 por cento dos votos. Resultados que a oposição contesta.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI