Acesso ao principal conteúdo
GUINÉ-BISSAU

Suspensão da greve dos motoristas na Guiné-Bissau

O trânsito nas estradas da Guiné-Bissau foi paralisado pela greve dos motoristas
O trânsito nas estradas da Guiné-Bissau foi paralisado pela greve dos motoristas Flickr/Moises
Texto por: Liliana Henriques
3 min

Esta Terça-Feira, o SIMAPA, Sindicato dos Motoristas da Administração Pública apelou a 3 dias de greve geral neste sector para protestar contra aquilo que considera como "comportamentos abusivos" por parte dos agentes da polícia de trânsito.

Publicidade

Na óptica desta entidade, há excessos nas operações "stop" no país, deveria existir um balcão único para o pagamento de multas e as autoridades deveriam fornecer recibos contra o pagamento das referidas multas.

Todavia, pouco depois de encetar a greve, os motoristas privados e públicos suspenderam na tarde desta Terça-Feira o movimento no intuito de negociar com o governo.

Ao referir que apesar disso a pressão é mantida com a ameaça da retoma do movimento, José Lopes, presidente do conselho de greve do SIMAPA explica os motivos da paralisação.

José Lopes, presidente do conselho de greve do SIMAPA

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.