Acesso ao principal conteúdo
ÁFRICA

Causa sarauí entre Espanha e Marrocos

Acampamento de sarauís
Acampamento de sarauís ©Reuters
Texto por: Neidy Ribeiro
6 min

O novo chefe de governo espanhol, Mariano Rajoy, esteve hoje em Rabat, Marrocos-para uma visita oficial. Nesta deslocação Rajoy encontrou-se com o seu homólogo marroquino, Abdelilah Benkirane e com o rei Mohammed VI. 

Publicidade

Espanha e Marrocos, dois países com graves problemas socio-económicos, debateram nesta quarta-feira as questões do desemprego e tentaram regularizar os dossiers bilaterais. Em cima da mesa esteve o acordo de pescas Marrocos-União Europeia, agricultura, segurança e a situação que se vive no Sahara Ocidental.

António Baptista da Associação Amizade Portugal/Sahara Ocidental- reconhece a pertinência do assunto e aponta o dedo aos anteriores governos de Espanha, que fecharam os olhos aos direitos do povo saraui. António Baptista salienta que com a chegada de um governo de direita, cujas relações com a monarquia deixam muito a desejar, as coisas possam melhorar.

O defensor da causa sarauí afirma que depois da Revolução Árabe, a Europa teria tudo a ganhar com a resolução da situação do Sahara Ocidental, e lembra que a população aguarda há mais de trinta anos a promessa das Nações Unidas que foi a de deixar ao povo a opção de escolha.

Antonio Baptista, Associação Amizade Portugal/Sahara Ocidental

 

 

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.