Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe lança sexta ciclo de pulverização intra domiciliar

As redes mosquiteiras, como aqui em Angolares, são um dos métodos de luta contra o paludismo em São Tomé e Príncipe
As redes mosquiteiras, como aqui em Angolares, são um dos métodos de luta contra o paludismo em São Tomé e Príncipe Miguel Martins/RFI
Texto por: RFI
3 min

O arquipélago relançou-se hoje na luta contra o paludismo através do início do sexto ciclo de pulverização intra domiciliar.

Publicidade

O sexto ciclo de pulverização domiciliar e colocação de mosquiteiros impregnados com insecticidas está inserido no âmbito da campanha para o combate à malária em São Tomé e Príncipe. Numa primeira fase foram seleccionados os distritos de Água Grande e Mé-Zóchi , os distritos mais populosos do país e onde se regista actualmente um número elevado de casos de paludismo.

No distrito de Água Grande o lançamento da campanha contou com a presença do Presidente da República, Manuel Pinto da Costa, que preside a Comissão Nacional do Paludismo. Já no distrito de Mé-Zóxi esteve presente o Primeiro-Ministro Patrice Trovoada.

Nesta primeira fase o lançamento abrange, ainda, a região autónoma do Príncipe onde a incidência palúdica é bastante reduzida quando comparada com a situação que se regista na ilha de São Tomé.

Com a colaboração do nosso correspondente em São Tomé, Maximino Carlos.

Correspondência de Maximino Carlos

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.