Acesso ao principal conteúdo
Cabo Verde

Jornalistas caboverdianos recebem salário mas continuam em greve pois querem reforma da RTC

Logótipo da Rádiotelevisão Caboverdiana
Logótipo da Rádiotelevisão Caboverdiana
Texto por: João Matos
4 min

Os Jornalistas caboverdianos da RTC, Rádiotelevisão Caboverdiana, estiveram hoje (18 de Outubro) em greve, apesar de terem recebido o salário em atraso do mês de Setembro, que era uma das suas principais reivindicações.

Publicidade

Efectivamente, os Jornalistas que entraram em greve à meia noite deste dia 18 de Outubro, têm outras reivindicações relacionadas com a inexistência de uma estratégia clara da Rádiotelevisão Caboverdiana, designadamente um Caderno de Encargos e respectivo Orçamento.

 

Para já, jornalistas, técnicos e funcionários duma maneira geral, conseguiram igualmente a "cabeça" do PCA, Horácio Semedo e do seu Conselho de Administração, estando prevista a nomeação de uma nova Direcção e Administração para este fim de semana.

 

Em entrevista à RFI, o antigo Presidente da Associação dos Jornalistas, AJOC, Paulo Lima, Professor de Jornalismo na Universidade Pública de Cabo Verde, compreende as reinvindicações dos jornalistas sublinhando que a crise na RTC vem de trás e tinha que ter o desfecho que está a ter. Sobre a greve em si, houve uma adesão de mais de 90 por cento ao nível nacional com os grevistas decididos a prosseguir o movimento por mais 24 horas como decidido no início.

 

Entrevista a Paulo Lima, Prof.Universidade Cabo Verde

 

De notar enfim, que a Direcção da RTC, a Comissão dos Trabalhadores e o Ministro da Comunicação Social, vão ser recebidos na próxima terça feira no Parlamento no quadro de uma audição, a pedido do MPD, maior Partido da Oposição. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.