Guiné-Bissau

Guiné-Bissau e CEDEAO reforçam cooperação

Kadré Désiré Ouédraogo, Presidente da comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental -CEDEAO
Kadré Désiré Ouédraogo, Presidente da comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental -CEDEAO DR

O Presidente da comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental -CEDEAO- Kadré Désiré Ouédraogo esteve na Guiné-Bissau para assinar um acordo que visa a reforma do sector da Defesa e Segurança.  

Publicidade

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental -CEDEAO- vai disponibilizar 49,2 milhões de euros, para a Guiné-Bissau levar a cabo a reforma das forças armadas, nomeadamente para pensões e melhorias de instalações militares. Uma reforma de que se fala há bastante tempo, mas que até ao momento nao viu qualquer avanço.

O acordo foi assinado, nesta quarta-feira, pelo Presidente da comissão da CEDEAO, Kadré Désiré Ouédraogo e as autoridades de transição guineenses. Depois de um encontro com o Presidente de transição, Serifo Nhamadjo, o responsável disse aos jornalistas que o acordo assinado vai reforçar a cooperação entre a CEDEAO e a Guiné-Bissau, e representa uma nova etapa no processo de transição.

Recorde-se que o país está a ser gerido por um executivo de transição na sequência de um golpe de Estado em Abril passado. As actuais autoridades não são reconhecidas por parte da comunidade internacional, Comunidade dos Países de Língua Portuguesa- CPLP, União Europeia e União Africana, mas têm o apoio da CEDEAO, a organização regional da qual o país faz parte.

No final do encontro, Celestino de Carvalho, Ministro da Defesa do governo de transição da Guiné-Bissau, sublinhou a importancia deste reforma das forças armadas.

Celestino Carvalho, Ministro da Defesa do governo de transição da Guiné-Bissau

Com a colaboração do nosso correspondente em Bissau, Mussa Baldé.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI