São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe: orçamento já chegou ao parlamento

Patrice Trovoada, Primeiro-Ministro de São Tomé e Príncipe
Patrice Trovoada, Primeiro-Ministro de São Tomé e Príncipe Miguel Martins/RFI

Foi hoje entregue o Orçamento Geral do Estado para 2013. O orçamento prevê priorizar áreas como a saúde e educação. A oposição ainda não se pronunciou sobre o documento.

Publicidade

O Orçamento Geral do Estado para 2013, orçado em 142 milhões de dólares, apresenta um valor mais baixo quando comparado com o ano transacto. O documento que foi entregue nesta quinta-feira no no parlamento são-tomense prioriza as áreas da saúde e da educação.

Este orçamento prevê um crescimento da economia em 4,5% e uma taxa de inflação em menos de 10% e uma massa salarial a crescer em 7,6%. O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe afirmou que o orçamento ainda está muito dependente do investimento externo.

A oposição ainda não se pronunciou sobre este orçamento contudo, e devido à conjuntura económica do país admite-se que o documento venha a ser aprovado, todavia um eventual chumbo implicaria a queda do executivo de Patrice Trovoada, que tem vindo a ser alvo de contestação por vários sectores da oposição.

Com a colaboração do nosso correspondente em São Tomé, Maximino Carlos.

Correspondência de Maximino Carlos

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI