MOÇAMBIQUE

Chuvas continuam a provocar mortes em Moçambique

DR

As fortes chuvas que têm vindo a registar-se na região centro de Moçambique provocaram três mortos, cerca de dez feridos e deixaram 200 famílias desalojadas. As autoridades temem que o país possa registar cheias porque alguns rios se encontram com os níveis acima do alerta.

Publicidade

Moçambique continua a sofrer anualmente de chuvas que provocam mortes e muitos danos materiais.

Estes últimos dias não têm fugido à regra. Três mortes foram registadas após as fortes chuvas que se abateram no país.

Outra das preocupações, que se prendem com as chuvas, é a saúde da população. Algumas iniciativas são visíveis por todo o território moçambicano. As autoridades de saúde da cidade de Maputo alertam a população a ter mais cuidado para não haver epidemias que podem ocorrer neste momento mais crítico onde há muita chuva. Aliás a situação não deverá melhorar-se nos próximos dias.

A nossa entrevistada é Rita Almeida, porta-voz do Instituto Nacional de Gestão das Calamidades.

Nesta primeira parte da entrevista alargada, Rita Almeida faz-nos o ponto da situação em todo o país e relembra que não deve haver melhorias nos próximos dias.

Rita Almeida traça-nos o panorama da situação

Nesta segunda parte da entrevista, Rita Almeida, lembra as iniciativas tomadas pelas autoridades e a prevenção efectuada pelo sector da saúde.

Rita Almeida fala sobre a resposta das autoridades para assistir as vítimas

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI