Moçambique

Presidente moçambicano quer aprofundar relações com o Japão

Armando Guebuza, Presidente de Moçambique
Armando Guebuza, Presidente de Moçambique Reuters / Grant Lee Neuenburg

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, enalteceu a cooperação com o Japão, ao receber este domingo em maputo, o Primeiro-ministro nipónico, Shinzo Abe.

Publicidade

No primeiro dia da visita de estado de dois dias, iniciada hoje, 12 de janeiro, a Moçambique, o Primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, foi recebido no palácio presidencial, pelo chefe de estado moçambicano, Armando Guebuza, tendo os dois estadistas sublinhado que a cooperação bilateral é positiva.

 

"Queremos continuar a aprofundar e a diversificar estas nossas relações em todos os domínios. Do nosso lado, saudamos a continuação da intervenção japonesa na agricultura, na formação de quadros ou no desenvolvimento de recursos naturais", declarou o Presidente moçambicano, Armando Guebuza, no seu discurso de boas-vindas  ao Primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

 

De notar, que esta visita do Primeiro-ministro nipónico, a Moçambique, está a ser muito criticada por activistas de associações camponesas moçambicanas, que temem que as autoridades governamentais estejam a distribuir terras a potências estrangeiras, como o Japão, prejudicando os próprios nacionais.

 

Critícas recusadas pelo Presidente Armando Guebuza, que considerou que o projecto agrícola, Pró-Savana, que conta com a cooperação do Japão, vai ajudar os agricultores moçambicanos.


De maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

 

Orfeu Lisboa, correspondente em Lisboa

 

Sobre o mesmo assunto aqui também.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI