ONU não quer adiamento das eleições na Guiné-Bissau

Cartão de eleitor Guiné-Bissau
Cartão de eleitor Guiné-Bissau gbissau.com

A ONU não quer ouvir falar no adiamento das eleições gerais de 16 de Março. O aviso é dado por António Patriota, Presidente do Grupo Encarregue da Guiné-Bissau junto da Comissão da ONU para a Consolidação da Paz.

Publicidade

As Nações Unidas insistem na necessidade de manter a data das eleições gerais na Guiné-Bissau a 16 de Março. O recado foi deixado por António Patriota, Representante Permanente do Brasil nas Nações Unidas e Presidente do Grupo Encarregue da Guiné-Bissau junto da Comissão da ONU para a Consolidação da Paz.

De visita a Bissau, António Patriota reuniu-se com o ministro guineense dos Negócios Estrangeiros, Fernando Delfim da Silva, que sublinhou a importância da missão. Mais pormenores com o nosso correspondente, Mussá Baldé.
 

Correspondência da Guiné-Bissau

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI