Acesso ao principal conteúdo
CABO VERDE/GANA

Presidente do Gana vai dirigir os destinos da CEDEAO

Os 15 chefes de Estado presentes na Cimeira da CEDEAO em Yamoussoukro, na Costa do Marfim.
Os 15 chefes de Estado presentes na Cimeira da CEDEAO em Yamoussoukro, na Costa do Marfim. AFP FOTO / ISSOUF SANOGO
Texto por: RFI
6 min

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) elegeu o chefe de Estado ganês,  John Dramani Mahama, para presidente da organização sub-regional. A pacificação do Mali e a transição política da Guiné-Bissau são os principais desafios.

Publicidade

A quadragésima quarta cimeira ordinária dos chefes de Estado e do Governo da Organização Sub-Regional, CEDEAO, terminou este sábado, em Yamoussoukro, Costa do Marfim, com a transferência de poder de Alassane Ouattara, chefe de Estado marfinense para o seu homólogo ganês, John Mahama, que foi eleito para dirigir os destinos da organização nos próximos dois anos.

Neste encontro esteve presente o primeiro- ministro cabo-verdiano, José Maria Neves que no final, em declaraçõess à imprensa, afirmou que o arquipélago passa a ter um tratamento especial na comunidade: "Ficou assente que a CEDEAO através da sua comissão irá estudar mecanismos específicos para um tratamento especial a Cabo Verde, mas tratámos também a questão da segurança marítima e a questão das mudanças climáticas e o seu impacto em Cabo Verde. Insistimos com a CEDEAO no sentido de encontrarmos uma estratégia para o desenvolvimento da economia marítima".

No entanto nesta cimeira, não houve consenso quanto ao acordo de parceria económica entre a CEDEAO e a União Europeia. Estes acordos de comércio livre têm sido travados por vários países africanos que dizem não ter capacidade concorrencial com a Europa.

Mais pormenores com o nosso correspondente em Cabo Verde, Odair Santos.

Correspondência de Odair Santos

Ainda sobre a questão da nomeação do Presidente do Gana, John Dramani Mahama, para a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, Rui Landim, politólogo guineense, refere que a pacificação do Mali e a transição política da Guiné-Bissau são os grandes desafios para o novo presidente da CEDEAO.

Entrevista de Rui Landim

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.