Guiné-Bissau

Missão Europeia em Bissau para formalizar a retoma das relações

Palácio da Presidência da Guiné-Bissau.
Palácio da Presidência da Guiné-Bissau. Liliana Henriques / RFI

A União Europeia enviou uma missão especial a Bissau no intuito de formalizar com as novas autoridades da Guiné-Bissau recentemente instaladas o restabelecimento das relações de cooperação suspensas após o golpe de Estado de Abril de 2012, a União Europeia sendo a principal parceira da Guiné-Bissau na área do apoio ao desenvolvimento.

Publicidade

Esta missão cuja presença se prolonga até sexta-feira, tem igualmente por objectivo avaliar a possibilidade de se finalizar um novo acordo de pesca entre Bissau e Bruxelas. Noutro aspecto, os membros da missão vão igualmente abordar com o novo executivo de Bissau a definição de um possível programa de apoio orçamental que permita reforçar a acção do Governo e atender as suas prioridades mais urgentes. Há ainda poucos dias o representante da União Africana em Bissau, Ovídio Pequeno, estimou que o novo executivo poderia precisar de cerca de 150 milhões de Dólares para honrar os pagamentos dos salários em atraso da função pública e outras despesas públicas.

Mais informações com Mussa Baldé.

Mussa Baldé, correspondente da RFI em Bissau

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI