MOÇAMBIQUE

Moçambique : Ainda não há acordo entre Governo e Renamo

Vista do rio Incomáti
Vista do rio Incomáti Liliana Henriques / RFI

Desta vez, foi um aspecto operacional da missão de observação internacional que atrasou o apertar de mãos entre o executivo e o maior partido da oposição. O Governo pediu mais tempo para estudar os termos de referência relativos à presença dos observadores estrangeiros em Moçambique.

Publicidade

Esta segunda-feira, Maputo foi palco da 68a ronda negocial entre o Governo e a Renamo, o principal partido de oposição. No final, as partes anunciaram que falta apenas clarificar um aspecto sobre a missão de obervadores internacionais para fechar acordo sobre o fim da crise no país, como conta o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.

Correspondência de Moçambique

As negociações visam acabar com cerca de dois anos de crise política e militar no país. Inicialmente, a disputa tinha sido desencadeada por divergências em torno da lei eleitoral que foram, entretanto, ultrapassadas com a aprovação de uma revisão legislativa. Porém, o Governo e a Renamo continuam com desentendimentos em relação ao desarmamento do movimento da perdiz.

Entretanto, ficou marcada para amanhã, terça-feira, nova ronda negocial, às 14h (12h TMG).

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI