Acesso ao principal conteúdo
Egipto

Egipto: HRW denuncia violação de Direitos Humanos

Abdel Fattah al-Sissi, presidente egípcio
Abdel Fattah al-Sissi, presidente egípcio REUTERS/The Egyptian Presidency/Handout
Texto por: RFI
3 min

Numa altura em que a Human Rights Watch se preparava para lançar o relatório sobre os massacres na praça Rabea al-Adauiya, no Cairo, capital do Egipto de 14 de Agosto de 2013, as autoridades egípcias detiveram dois colaboradores daquela organização internacional de defesa dos direitos humanos. O referido relatório foi publicado e os membros da Human Rights Watch acabariam por ser libertados. 

Publicidade

No relatório, a Human Rigths Watch acusa as actuais autoridades egípcias de crimes contra a humanidade.

Aquela organização de defesa dos direitos humanos vai ainda mais longe, sugerindo que o actual Presidente do Egipto deve ser investigado.

Jean Marie Fardeau, director do escritório da Human Rigths Watch em Paris, falou aos nosso microfones.

Jean-Marie Fardeau, director da Human Rights Watch em Paris

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.