Moçambique

CNE pronuncia-se 2ª feira sobre pedido de impugnação da Renamo

Espera-se a resposta da Comissão Nacional de Eleições à queixa da Renamo
Espera-se a resposta da Comissão Nacional de Eleições à queixa da Renamo Cristiana Soares/RFI

A Comissão Nacional de Eleições adiou para 2ª feira o anúncio da resposta ao pedido da Renamo de impugnação das eleições gerais de 15 de Outubro. Entretanto, a missão de peritos militares incumbida de desmilitarizar e reinserir socialmente os homens da Renamo recebeu este sábado as instalações para poderem encetar trabalhos.

Publicidade

Contrariamente ao esperado, a CNE de Moçambique não se pronunciou este sábado sobre a queixa da Renamo, o maior partido da oposição, e só o fará na próxima segunda-feira.

Em causa está o pedido de impugnação das eleições gerais de 15 de Outubro que deram a vitória à Frelimo, partido no poder, e ao seu candidato Filipe Nyusi. Depois do anúncio dos resultados oficais, os dois principais partidos da oposição, o movimento da perdiz e o MDM, vieram a público pedir a anulação do pleito por alegadas fraudes. No entanto, a CNE afirmou este sábado que apenas recebeu uma queixa, referindo-se à Renamo.

No terreno, esta manhã de sábado, a missão de peritos militares incumbida de desmilitarizar e de reinserir socialmente os homens da Renamo recebeu as instalações que lhe eram destinadas para poderam começar a trabalhar.

Mais pormenores com o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.

Correspondência Orfeu Lisboa

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI