Sismo político no Burkina Faso pode ter réplicas em Angola?

Áudio 12:09
Manifestantes em Ouagadougou a 2 de Novembro de 2014.
Manifestantes em Ouagadougou a 2 de Novembro de 2014. REUTERS/Joe Penney

O Burkina Faso marcou eleições para dentro de um ano, dias depois da tomada do poder pelos militares e da demissão do Presidente Blaise Compaoré, após 27 anos na chefia do país. O activista Rafael Marques adverte que é tempo de o presidente angolano se afastar para que não lhe aconteça o mesmo.Em Moçambique, a Renamo e o MDM recorreram ao Conselho Constitucional para pedir a anulação das eleições gerais de 15 de Outubro.Nos negócios, destaque para a visita a Angola de uma delegação de mais de 60 empresários franceses em buscas de parcerias.