Angola

José Eduardo dos Santos dirige abertura do V Congresso do MPLA

O presidente de Angola, José Eduardo dos Santos.
O presidente de Angola, José Eduardo dos Santos. REUTERS/Siphiwe Sibeko
Texto por: RFI
7 min

Em Luanda arrancou hoje o V Congresso extraordinário do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), partido no poder. O encontro decorre até sábado e tem em vista reforçar a coesão e unidade no seio do partido que governa o país desde a independência.

Publicidade

Na capital angolana estão reunidos mais de três milhões de militantes das organizações de base do MPLA. A sessão de abertura do evento foi dirigida pelo seu Presidente angolano José Eduardo dos Santos que descreveu o percurso do MPLA, que nasceu num momento difícil com o objectivo de mobilizar os angolanos para a luta contra o colonialismo, marcando a luta de libertação nacional não só no país.

José Eduardo dos Santos referiu-se ainda aos desafios futuros já que o conclave serve para a reflexão sobre o presente e futuro; "por mérito da sua acção diplomática, Angola vai cumprir a partir do próximo ano um mandato de dois anos como membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU." O que permitirá a Angola contribuir, segundo o Presidente angolano, "com a sua experiência para a procura de soluções para os graves problemas que a comunidade internacional enfrenta e para a paz e segurança no mundo."

Alberto Jesus está em Luanda a acompanhar o congresso do MPLA, e recolheu as declarações do Presidente José Eduardo dos Santos aquando da sessão inaugural do encontro.

Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, sobre ganhos diplomáticos de Luanda

O V congresso do MPLA decorre sob o lema “Revitalizar as estruturas para fortalecer o partido", o Presidente José Eduardo dos Santos fez menção ao facto de o mesmo ter lugar num mês carregado de grande significado para o partido, que dentro de alguns dias comemora 58 anos de existência. 

"Realizamos este V congresso extraordinário num mês carregado de grande significado na história do MPLA. Dentro de dias, comemoramos 58 anos de existência como organização política que teve em vista congregar o seu seio pessoas de diferentes grupos étnicos e raças oriundas de todo o território nacional e de todas as camadas sociais. Independentemente das suas convicções políticas e crenças religiosas. A 10 de Dezembro de 1956 nascia assim, num contexto social e político difícil o Movimento Popular de Libertação de Angola como guia do povo empenhado em mobilizar, organizar e dirigir todo o povo angolano na luta pela libertação e pela independência nacional. Na sua origem o MPLA teve de se assumir como uma frente ampla porque o combate com o inimigo comum exigia a unidade de todas as forças verdadeiramente nacionalistas como condição fundamental para a vitória" declarou José Eduardo dos Santos.

Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, sobre MLPA

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI