Convidado

Liga Guineense de Direitos Humanos condena atentado contra Charlie Hebdo

Áudio 05:49
Facebook

A Liga Guineense de Direitos Humanos condenou hoje em comunicado, o "ignóbil atentado de terroristas islâmicos" perpetrado ontem no centro de Paris contra a sede do jornal satírico Charlie Hebdo, que causou 12 mortos e 11 feridos.Luís Vaz Martins, presidente desta organização, apela à mobilização de todos quantos se revejam na liberdade de imprensa como um valor fundamental para a defesa da democracia e do Estado de direito, e convoca a população a uma vigilia na Casa dos Direitos em Bissau, em homenagem às vítimas e defesa da liberdade de imprensa.