Acesso ao principal conteúdo
MOÇAMBIQUE

Frelimo empossa governadores provinciais e desvaloriza ameaças da Renamo

Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique
Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique Cristiana Soares
Texto por: Carina Branco
5 min

O presidente moçambicano, Filipe Nyusi, empossou, esta terça-feira, onze governadores provinciais. A Renamo reuniu o Conselho Político e continuou a insistir na formação de um governo de gestão ou na criação de uma república autónoma no centro e no norte de Moçambique.

Publicidade

 

O presidente moçambicano, Filipe Nyusi, deu hoje posse aos 11 governadores provinciais, em Maputo. Enquanto isso, a Renamo reuniu o Conselho Político em Caia, na província de Sofala, para discutir a formação de um governo de gestão ou a criação de uma república autónoma no centro e norte de Moçambique. A explicação com o correspondente da RFI em Maputo, Orfeu Lisboa.

Orfeu Lisboa, Correspondente em Maputo

A Renamo não reconhece o novo Presidente da República, Filipe Nyusi, nem o seu executivo investido esta segunda-feira. O maior partido da oposição alega que as eleições gerais de 15 de Outubro foram fraudulentas e exige participar num governo de gestão, sob ameaça de criação de uma república autónoma no centro e norte do país. Porém, nem o executivo nem o elenco de governadores provinciais contemplaram qualquer figura da oposição.

De acordo com a agência Lusa, a Renamo vai tentar envolver diplomatas estrangeiros em Maputo e organizações internacionais para impor um governo de gestão ou províncias autónomas.

Esta terça-feira, o ex-presidente moçambicano e líder da Frelimo, Armando Guebuza, disse que o seu partido obteve "uma vitória estrondosa contra muitas previsões" dos "profetas da desgraça".

Armando Guebuza declarou: "A Frelimo mostrou que está muito acima deles e derrotou-os, não só nas eleições, mas na intenção de o governo esperar por eles para poder existir", em referência à exigência da Renamo em criar um governo de gestão.

Armando Guebuza, Ex-Presidente de Moçambique

 Nas eleições gerais, a Frelimo ganhou as legislativas com maioria absoluta, elegendo 144 deputados, menos 47 do que há cinco anos. Filipe Nyusi venceu as presidenciais à primeira volta, com 57% dos votos, longe dos 75% obtidos pelo seu antecessor.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.