Moçambique

Cidadão moçambicano morto na cadeia em Joanesburgo

Centro da cidade de Joanesburgo
Centro da cidade de Joanesburgo AFP/STEPHANE DE SAKUTIN

Justice Malati, cidadão moçambicano de 36 anos de idade, foi encontrado morto no passado dia 1 de Junho, na cela da cadeia de Daveyton, em Joanesburgo, onde estava detido desde a véspera por alegada embriaguês na via pública e desacato às autoridades. A família afirma que ele foi espancado até à morte.

Publicidade

O chefe da diplomacia moçambicana Oldemiro Baloi admitiu ontem que "qualquer coisa definitivamente não está bem", recordando que nesta mesma cadeia de Daveyton, em Joanesburgo foi encontrado morto por espancamento em Fevereiro de 2013 o taxista moçambicano Mido Macie, horas depois de ter sido arrastado durante centenas de metros, algemado à parte traseira de uma carrinha da polícia sul-africana.

Os resultados da autópsia revelaram que Mido Macie morreu de asfixia depois de ter sido barbaramente espancado, nove agentes da polícia sul-africana foram então detidos e indiciados pela sua morte, mas em tribunal negaram em bloco, afirmando simplesmete que ele estava vivo quando foi preso, pelo que foram soltos sob fiança, não tendo sido julgados até à data.

Fernando Fazenda, embaixador de Moçambique na África do Sul confirma que já foi contratado um advogado para inquirir sobre as circunstâncias exactas da morte de Justice Malati, que vai solicitar uma segunda autópsia, como pede a sua viúva, que afirma que o corpo do defunto revela marcas de espancamento, enquanto a polícia afirma que "bêbado ele bateu com a cabeça nas paredes da cela até morrer".

De recordar que a recente vaga de ataques xenófobos que assolou a África do Sul, causou pelo menos três vítimas mortais moçambicanas e o regresso ao país de milhares de imigrantes espoliados dos seus bens e temendo novas cenas de violência.  

Fernando Fazenda, embaixador de Moçambique na África do Sul

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI