Moçambique

Em Moçambique, Governo e Renamo chegam a um consenso sobre a despartidarização

Centro de Conferências Joaquim Chissano, em Maputo
Centro de Conferências Joaquim Chissano, em Maputo Liliana Henriques, RFI

 Em Moçambique, a nova ronda de diálogo político entre o governo e a Renamo - principal partido da oposição –terminou esta segunda-feira com um consenso sobre a despartidarização da função pública, tendo ficado marcada para a próxima sexta-feira a assinatura de uma declaração de princípios neste sentido cujo conteúdo não foi revelado.

Publicidade

A obtenção deste acordo aconteceu numa altura em que está prestes a terminar o prazo fixado em ultimato pelo líder da Renamo ao Presidente Nyusi para se pronunciar sobre a criação de autarquias provinciais. Neste contexto, o acordo sobre a despartidarização da função pública não deixou de suscitar reacções positivas nomeadamente por parte de um dos mediadores nacionais, o padre Filipe Couto. Oiça aqui a reportagem do correspondente da RFI em Maputo, Orfeu Lisboa.

Orfeu Lisboa, correspondente da RFI em Moçambique

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI