África

Fim da 35ª Cimeira da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral

Georges Chicoty, Ministro das Relações Exteriores de Angola
Georges Chicoty, Ministro das Relações Exteriores de Angola Liliana Henriques/RFI

Decorreu ontem e hoje em Gaberone, no Botsuana, a 35ª Cimeira dos Chefes de Estado e de governo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), uma cimeira orientada essencialmente para a problemática da segurança alimentar bem como da necessidade de se investir na industrialização e nas infra-estruturas daquela região do continente.  

Publicidade

Durante esta conferência, o Botsuana foi eleito para a presidência rotativa da organização, a vice-presidência coube à Suazilândia e Moçambique foi eleito para chefiar a Tróica do órgão de defesa e segurança da SADC. A cimeira ficou igualmente marcada pela análise da crise alimentar vivida em vários países-membros. De acordo com a SADC, 24 milhões de pessoas estão em risco de fome, a directora regional da Agricultura e Alimentação, Margaret Nyerenda tendo referido que esta zona tem enfrentado um défice de 6 milhões de toneladas de cereais devido à seca.

Desta cimeira resultou igualmente a adopção da priorizarão da integração regional através da aceleração da industrialização e infra-estruturas no seio da SADC. O Ministro angolano das Relações Exteriores de Angola, Georges Chicoty, que propôs a criação de um fundo de 500 milhões de Dólares para este pelouro refere que a SADC pretende financiar este projecto com contribuições próprias e com apoios externos.

Georges Chicoty, Ministro das Relações Exteriores de Angola

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI