Acesso ao principal conteúdo
Guiné Bissau

Conselho de Segurança da ONU reúne amanhã com Representante Especial para a Guiné-Bissau

Miguel Trovoada, antigo Presidente de São Tomé e Príncipe e antigo Secretário Executivo da Comissão do Golfo da Guiné
Miguel Trovoada, antigo Presidente de São Tomé e Príncipe e antigo Secretário Executivo da Comissão do Golfo da Guiné Tela Nón
Texto por: RFI
2 min

O secretário-geral das Nações Unidas pede aos dirigentes da Guiné-Bissau que "ponham de lado as diferenças" e apostem no diálogo e na revisão da Constituição para que o país avance.

Publicidade

Amanhã está marcada uma reunião do Conselho de Segurança da ONU com o Representante Especial para a Guiné-Bissau, Miguel Trovoada, à porta fechada com vista a analisar a situação política da Guiné-Bissau.

Vários líderes religiosos guineenses avistaram-se ontem com o chefe de Estado e hoje com a liderança do PAIGC, partido vencedor das eleições legislativas. Lampra Cá, bispo auxiliar da diocese de Bissau, explica o contexto dos contactos mantidos pelos chefes religiosos em plena crise política em torno da queda do governo de Domingos Simões Pereira e da nomeação controversa de Baciro Djá para primeiro-ministro.

Lampra Cá, bispo auxiliar da diocese de Bissau


Fodê Mané, jurista, activista dos direitos humanos e membro da plataforma da sociedade civil - Aliança Nacional para a Paz e Democracia -
dá conta dos elementos nos esta plataforma se sustenta para reclamar um procedimento visando à destituição do Presidente da República e mostra-se céptico quanto à margem de manobra de Baciro Djà, primeiro-ministro nomeado há uma semana.

Fodê Mané, jurista e activista dos direitos humanos

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.