Acesso ao principal conteúdo
União Africana

Sudão do Sul e sucessão de Dlamini-Zuma dominam agenda da UA

Cristiana Soares/RFI
1 min

Arrancou a 27ª Cimeira de chefes de Estado da União Africana em Kigali, Ruanda. Os lideres do continente debatem a sucessão da presidente da Comissão e ainda a delicada situação sul sudanesa.

Publicidade

Foi de forma inédita que arrancou esta cimeira, primeiro à porta fechada durante toda a manhã e só as 15h00 locais é que teve lugar a cerimónia oficial de abertura. A agenda dos chefes de Estado tem temas delicados e talvez por isso tenham sido necessárias mais negociações.

Os estados-membros não estão de acordo no que toca à sucessão de Nkosazana Dlamini-Zuma. Há três candidatos, mas nenhum consensual. Pelos corredores corre o rumor de que a eleição será adiada para Addis Abeba, em 2017.

A situação no Sudão do Sul preocupa o bloco, que tenta trazer para esta cimeira os dois protagonista da crise sul sudanês, Salva Kiir e Riek Machar, mas até ao momento sem sucesso.

Kigali pode todavia deixar a porta aberta a Marrocos, ou seja, 32 anos depois de ter deixado o bloco continental, Rabat pode voltar à União africana, pelo menos é isso que as muitas movimentações no Ruanda deixam entender.

Para mais informções clique aqui.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.