Senegal/Cultura

Morreu Ousmane Sow

Ousmane Sow, em Maio de 2015
Ousmane Sow, em Maio de 2015 XAVIER LEOTY / AFP

Faleceu Ousmane Sow, um dos maiores artistas africanos. O escultor senegalês morreu com 81 anos, ele notabilizou-se em França com as suas esculturas monumentais de guerreiros expostas, nomeadamente no âmbito de uma retrospectiva em Paris na Ponte das Artes.

Publicidade

Figura da arte contemporânea conhecido pelas suas esculturas monumentais, o célebre escultor senegalês morreu esta quinta-feira em Dacar, aos 81 anos de idade. O anúncio foi feito pela família.

Ousmane Sow “leva consigo os sonhos e projectos que o seu organismo muito cansado não quis seguir”. Foi assim que a família do escultor senegalês anunciou a sua morte esta quinta-feira, acrescentando que nos últimos meses Sow teria passados vários períodos hospitalizado em Paris e em Dacar.

Era conhecido pelas suas esculturas monumentais. Os seus guerreiros africanos, gigantes e imponentes, deram a volta à terra. A França descobriu-o em 1999 aquando de uma retrospectiva na Ponte das Artes, uma exposição que atraiu mais de três milhões de pessoas.

Nasceu em Dacar, Senegal, a 10 de Outubro de 1935. Foi fisioterapeuta em Paris e no Senegal e só aos 50 anos é que começou efectivamente a sua carreira artística. Porém, já na escola se entretinha a esculpir pequenas figuras em blocos de calcário. A fisioterapia deu-lhe o conhecimento pleno dos músculos e da anatomia humana, que muito lhe serviu para as suas criações.

Depois da independência do Senegal, em 1960, instala-se no seu país, esculpe para seu belo prazer e destrói o seu trabalho por falta de espaço. Um dia, através de um amigo consegue a realização de uma exposição no Centro Cultural francês em Dacar em 1987. A exposição foi um sucesso e marca assim o início de uma carreia fulgurante.

Ahmed Kébé, professor universitário em Dacar, testemunha a partir da capital senegalesa do impacto da notícia da morte de um dos maiores artistas do país. Uma entrevista de Miguel Martins.

Ahmed Kébé, professor universitário em Dacar

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI