Acesso ao principal conteúdo
África

ONU denuncia "limpezas étnicas" no Sudão do Sul

© HCR/Will Swanson
Texto por: RFI
4 min

A ONU denunciou "limpezas sexuais e étnicas" que devastam o Sudão do Sul e pede o envio imediato de uma força regional de 4.000 homens.

Publicidade

Duas semanas depois do alerta lançado por especialistas em direitos humanos das Nações Unidas, em visita ao Sudão do Sul, a presença de sinais de um genocídio persiste. Segundo estes peritos, a violência tem afectado grupos específicos e pode provocar uma “limpeza étnica” no país.

O Conselho dos Direitos Humanos da ONU lançou um apelo numa sessão especial sobre o Sudão do Sul, convocada a pedido dos Estados Unidos e apoiada por 48 países.

A situação humanitária dramática no Sudão do Sul, em via de uma guerra civil desde Dezembro 2013 tirou a vida a dezenas de milhares de pessoas e provocou a deslocação de mais de 2,5 milhões pessoas, mas continua a degradar-se.

O padre José Vieira, especialista nas questões sudaneses, explica que se trata da vingança dos "dinkas", hoje no poder, sobre os "equatorianos".

Padre José Vieira, especialista em questões sudanesas

Desde a falha no último plano de paz em Julho passado, as violências aumentaram, as populações dividem-se em confrontos de carácter étnico que deixam transparecer a pior das facções entre rivais.

Num discurso aquando da abertura da sessão, o Alto-comissário para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad al-Hussein, sublinhou que a economia do Sudão do Sul foi destruída por três anos de conflito; "cerca de 4,8 milhões de pessoas, sem recursos, estão expostas à ameaça muito real de grave insegurança alimentar e da fome", afirmou Zeid Ra'ad al-Hussein.

A presidente da Comissão dos Direitos Humanos no Sudão do Sul, Yasmin Sooka, denunciou, por seu turno, "um processo regular de limpeza étnica já em curso em certas partes do país".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.