República Democrática do Congo

Acordo histórico entre Joseph Kabila e a oposição na RDC

Joseph Kabila, Presidente da República Democrática do Congo.
Joseph Kabila, Presidente da República Democrática do Congo. REUTERS/Tiksa Negeri

O Poder e a oposição da República Democrática do Congo vão dirigir conjuntamente o país durante a transição entre o fim do mandato do presidente Joseph Kabila e a eleição do seu sucessor, segundo um acordo fechado após mais de treze horas de negociações.

Publicidade

O acordo entre as duas partes foi fechado com a mediação dos bispos, e autoriza o Presidente Joseph Kabila a manter-se à frente do país até ao final de 2017, em troca da criação de um Conselho Nacional de Transição, presidido pelo histórico opositor Etienne Tshisekedi, e da nomeação de um primeiro-ministro oriundo da sua coligação.

De notar que o presidente Joseph Kabila, cuja decisão de permanecer no cargo após o fim de seu mandato, a 20 de dezembro, provocou esta crise política.

O documento assinado é específico acerca do futuro político do presidente Joseph Kabila, que permanecerá no poder durante o período pré-eleitoral e eleitoral. As partes decidiram que, após o seu segundo e último mandato, Joseph Kabila não voltará a se apresentar ao cargo, e desiste, por isso, de alterar a constituição nesse sentido.

Ouça a crónica acerca da situação na República Democrática do Congo.

Crónica de Marco Martins

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI