Acesso ao principal conteúdo
FRANÇA

França: François Bayrou apoia Emmanuel Macron nas presidenciais

François Bayrou a 25 de Setembro em Guidel.
François Bayrou a 25 de Setembro em Guidel. LOIC VENANCE / AFP
Texto por: Miguel Martins
4 min

O centrista François Bayrou acabou de anunciar que apoia Emmanuel Macron rumo às eleições presidenciais francesas deste ano. O presidente da câmara de Pau desiste, desta feita, da sua candidatura rumo à magistratura suprema.

Publicidade

O antigo ministro francês da economia Emmanuel Macron dirige o movimento "En marche" (Em marcha).

Tido como liberal ele admitira não ser socialista e abandonou o executivo actual para formalizar o movimento apartidário que o apoia rumo às eleições presidenciais com primeira volta agendada para 23 de Abril.

Macron recusara também integrar as primárias do partido socialista e respectivos aliados que votou em prol de Benoît Hamon para candidato da esquerda.

Este procura viabilizar actualmente um acordo com o candidato ecologista Yannick Jadot. As negociações com Jean-Luc Mélenchon, da extrema esquerda, teriam falhado pelo que este manteria a sua candidatura.

O candidato da direita, François Fillon, tido como favorito durante muito tempo, está agora sob fortes críticas da opinião pública devido às suspeitas de empregos fictícios em que estaria envolvida a sua esposa.

Suspeitas do mesmo teor recaem sobre a candidata da extrema direita, Marine Le Pen, líder da Frente nacional.

As sondagens, que se têm enganado frequentemente em França, prevêem por ora uma vitória na segunda volta de Fillon perante Le Pen.

François Bayrou, líder dos centristas do Modem, que por várias vezes se candidatou às eleições presidenciais francesas, apoiara durante o processo das primárias da direita e do centro o seu amigo Alain Juppé, presidente da câmara de Bordéus e ex primeiro-ministro.

Este acabaria, porém, por ser derrotado de forma surpreendente pelo também antigo chefe do executivo François Fillon.

Bayrou marcara as últimas eleições presidenciais francesas ao hesitar entre apoiar um ou outro dos finalistas, mas acabaria por optar em prol do socialista François Hollande, presidente cessante, que ganhara em 2012 a Nicolas Sarkozy, da direita.

François Bayrou alega ter-se sacrificado devido à gravidade da situação nacional e desiste, por isso, da sua candidatura rumo à magistratura suprema e afirma ser necessário mudar rapidamente as coisas.

François Bayrou, ex-candidato presidencial apoia candidato Macron

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.