Acesso ao principal conteúdo
EUA

Obama viaja pelos EUA para defender política e levantar fundos

O presidente Barack Obama fala aos empregados no OBZ Energy Corporation, em Wisconsin, durante sua viagem nos Estados Unidos.
O presidente Barack Obama fala aos empregados no OBZ Energy Corporation, em Wisconsin, durante sua viagem nos Estados Unidos. REUTERS
3 min

Antes de sair de férias, o presidente visita cinco Estados em três dias. Com sua popularidade em baixa, Obama vai tentar convencer o eleitorado de que está no caminho certo, antes das eleições de senadores, deputados e governadores, em 2 de novembro.

Publicidade

Cleide Klock, correspondente de RFI em Nova York

Desde que assumiu a presidência há pouco mais de um ano e meio, Barack Obama já recebeu um turbilhão de críticas. Teve azar em alguns aspectos e herdou muitos problemas. Mas, na prática, o que aconteceu é que sua popularidade caiu drasticamente e hoje oscila entre 40% e 50% de aprovação. Os últimos números publicados mostram que o país perdeu 131.000 empregos em julho, mais do que o previsto, e a taxa de desemprego estabilizou-se em 9,5% - o que demonstra que apesar de várias ações, Obama não conseguiu até agora amenizar os números a seu favor. O crescimento do segundo trimestre foi de 2,4%. Cifra ainda frágil.

De olho no eleitorado

No dia 2 de novembro, os americanos votarão para escolher seus senadores, deputados e vários governadores. Aí sim, será possível medir se tudo o que Obama fez até agora tem aprovação ou não.
E o presidente já começou a campanha. Nesta segunda, iniciou uma turnê de três dias a cinco estados americanos. Ele quer defender suas políticas, mostrar o que já fez até agora e tentar levantar fundos para os democratas. Esteve durante a tarde da segunda-feira em Wisconsin, no norte do país, e à noite foi à Califórnia, Costa Leste. Na terça vai ao Estado de Washington, noroeste dos Estados Unidos e na quarta finaliza em Ohio, também no norte, e na Flórida, ao sul. Obama dará seu apoio aos seus candidatos locais que enfrentam uma campanha difícil nesses estados, que podem ser importantes para sua própria reeleição nas presidenciais de 2012. Nos discursos, ele falará principalmente das reforma de Wall Street e da saúde, suas principais bandeiras. Segundo a Casa Branca, Obama falará também sobre seus esforços para criar novos postos de trabalho.
Depois desse programa intensivo, o presidente entra em férias até o dia 29 de agosto.

Pesquisas

Segundo uma pesquisa da NBC News e do Wall Street Journal publicada na semana passada, cerca de 60% dos americanos disseram que o país está caminhando na direção errada e mais da metade dos participantes desaprova a maneira com que o presidente Barack Obama administra a economia. Entre os norte-americanos entrevistado, 72% desaprovam também o trabalho do Congresso.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.