EUA/presidenciais

Ultra-conservadora republicana vence prévias das primárias do partido

A deputada Michele Bachman, pré-candidata às primárias republicanas, venceu as prévias neste domingo.
A deputada Michele Bachman, pré-candidata às primárias republicanas, venceu as prévias neste domingo.
Texto por: Taíssa Stivanin
3 min

A pré-candidata republicana às presidenciais americanas, Michele Bachman, venceu neste sábado as prévias informais do partido republicano, em Iowa. A ultra-conservadora, favorita do movimento de extrema-direita Tea Party, obteve 28,5% dos 16.892 votos, vencendo Ron Paul, com 27,6%. Tim Pawlenty, ex-governador do Minnesota, ficou com 13,6% da preferência do eleitorado.

Publicidade

O governador do Texas, Rick Perry, que anunciou sua candidatura às presidenciais neste sábado, e Sarah Palin, que ainda continua fazendo suspense sobre sua participação no pleito, não participaram das prévias, conhecidas como straw poll. O resultado deste domingo é um termômetro para as eleições de 2012. Os eleitores republicanos de Iowa serão os primeiros a votar, a partir de fevereiro, na longa série de primárias que ocorrerá em cada estado, definindo o candidato republicano que enfrentará o presidente Barack Obama.

A advogada Michele Bachman, 55 anos, tornou-se deputada federal em 2007. Estrela em ascensão do movimento Tea Party, ela anunciou sua candidatura em junho. Em entrevista à rede CNN neste domingo, ela declarou que, se for eleita, a polêmica lei “Don’t Ask, Don’t Tell”, derrubada por Barack Obama, voltará a entrar em vigor. A lei estipula que os militares gays escondam sua opção sexual, sob pena de serem expulsos das forças armadas.

A deputada também se opôs a um aumento do teto da dívida americana, votado no dia 2 de agosto, e refuta o alerta do Tesouro Americano, sobre as consequências econômicas de uma moratória. Em termos de politica externa, ela defende um fortalecimento dos Estados Unidos como potência militar, e sua manutenção na linha de frente dos conflitos do planeta. Segundo ela, os EUA devem continuar dominando a cena bélica mundial, à frente da ONU, da OTAN e dos países europeus.

Um dos pontos fracos da deputada é a sua cultura geral, segundo a imprensa americana. Em um de seus discursos, ela confundiu a cidade onde nasceu o ator John Wayne com a do assassino em série John Wayne Gacy, condenado à morte e executado em maio de 1994.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI