Argentina

Operação de Cristina Kirchner é bem-sucedida

Centenas de pessoas se reuniram diante da clínica em uma demonstração de apoio à presidente da Argentina.
Centenas de pessoas se reuniram diante da clínica em uma demonstração de apoio à presidente da Argentina. REUTERS/Marcos Brindicci

A presidente argentina foi operada do câncer na tireóide nesta quarta-feira, 4 de janeiro. Segundo a Casa Rosada, a cirurgia foi um sucesso. A recuperação da chefe de Estado deve durar pelo menos 20 dias. Centenas de pessoas permanecem diante da clínica em apoio à Cristina Kirchner.

Publicidade

De acordo com o porta-voz da presidência da Argentina, Alfredo Scoccimarro, a operação de Cristina Kirchner não teve nenhuma complicação. Como previsto, durante a intervenção, que durou cerca de três horas e meia, a tireóide da chefe de Estado foi totalmente retirada.

A declaração foi feita diante da clínica Pilar, onde centenas de pessoas estão reunidas desde terça-feira para apoiar a presidente. Um esquema de segurança chegou a ser montado pela Polícia Militar e a Polícia Federal argentina nos arredores do estabelecimento. Após o anúncio do sucesso da operação, vários gritos de “Bravo, Cristina!” e “Coragem Cristina” foram ouvidos.

A presidente da Argentina deve permanecer hospitalizada durante cerca de 72 horas e ficará de repouso por 20 dias. Durante esse período, ela está sendo substituída pelo vice-presidente e ex-ministro da economia Amado Boudou.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI