Acesso ao principal conteúdo
Peru/mineiros

Nove peruanos seguem bloqueados há 3 dias em mina de ouro e cobre

Socorristas trabalham no resgate dos nove bombeiros peruanos bloqueados na mina Cabeza de Negro, perto da cidade de Ica, a 325 km da capital Lima, neste domingo.
Socorristas trabalham no resgate dos nove bombeiros peruanos bloqueados na mina Cabeza de Negro, perto da cidade de Ica, a 325 km da capital Lima, neste domingo. REUTERS/Diario Trome
Texto por: RFI
3 min

Apesar dos esforços das operações de salvamento, os nove mineiros bloqueados há três dias na mina ilegal de ouro e cobre nas proximidades de Ica, no sul do Peru, ainda não foram resgatados. Desmoronamentos dificultaram o trabalho dos socorristas neste domingo, que tentavam explorar um caminho alternativo com a esperança de liberar os nove homens ainda hoje.

Publicidade

Os mineiros estão a 250 metros no interior de uma galeria da mina Cabeza de Negro, a cerca de 325 km da capital Lima. Eles estão presos desde quinta-feira após um desmoronamento no local. Colegas que tentavam ajudá-los só lançaram o alerta de socorro na sexta-feira.

Bombeiros, especialistas de operações socorristas e de salvamento de mina, além de especialistas do grupo mineiro privado peruano Milpo estão envolvidos nos trabalhos de resgate. Até este domingo, o governo peruano havia excluído a possibilidade de pedir ajuda estrangeira, como foi feito no caso de seu vizinho Chile, em 2010, quando 33 mineiros bloqueados durante 69 dias foram salvos por uma gigantesca operação de salvamento.

Os socorristas abandonaram a ideia de utilizar uma escavadora, já que a mina é de acesso acidentado e pedregoso – o que poderia representar um perigo a mais para os mineiros. Até o começo da noite deste domingo, os trabalhos de resgate eram executados manualmente, tentando o acesso à mina bloqueada através de uma outra galeria.

Minas ilegais

O diretor regional da Defesa Civil peruana, Oscar Chenate fez um apelo às autoridades para ajudar a combater a abertura de minas ilegais no país, que atuam fora das normas de segurança e que são frequentemente locais de acidente. “Em nossa região, nós temos várias minas onde se trabalha de forma ilegal. Nós nos esforçamos para tomar medidas preventivas e combatemos duramente para que este tipo de acontecimento não se reproduza, porque esta não é a primeira vez”, desabafou.

O Peru é uma potência mineira latino-americana e um dos primeiros produtores mundiais de prata, cobre e ouro, o que dá margens para a perpetuação da atividade mineira arriscada e irregular. Segundo dados oficiais, 52 pessoas morreram em acidentes em minas em 2011.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.