Acesso ao principal conteúdo
Eleição/EUA

Em entrevista à RFI, Stevie Wonder declara apoio ao candidato Obama

Stevie Wonder canta para eleitorado democrata no estado de Ohio
Stevie Wonder canta para eleitorado democrata no estado de Ohio REUTERS/Jason Reed
Texto por: RFI
3 min

O cantor Stevie Wonder fez um show-supresa para os eleitores do estado de Ohio neste fim de semana. Em entrevista à RFI, o cantor diz estar decepcionado com a "radicalização" da campanha e pediu votos para garantir a reeleição do candidato democrata. A algumas horas da eleição presidencial americana, Barack Obama recebe mais um apoio importante do mundo artístico.

Publicidade

Stevie Wonder fez, literalmente, Barack Obama dançar. O cantor americano chegou de surpresa em um evento na cidade de Cincinnatti e cantou para milhares de eleitores, inclusive o presidente, que ensaiou alguns passos de dança, assim que terminou o seu discurso. Após a intervenção do candidato, Stevie Wonder fez um apelo aos jovens eleitores, do estado (Ohio) que pode decidir o pleito deste ano. "Alguns comentaristas e até mesmo alguns políticos me decepcionaram, espalhando uma messagem de ódio durante a campanha. Para mim, isso não tem nada a ver com a vontade de unir o povo americano. Isso é inaceitável. ( No link ao lado, Stevie Wonder explica o seu apoio a Barack Obama).

Stevie Wonder apoia Barack Obama

"Não podemos voltar às ideologias que não funcionaram, à uma política que não funcionou. Na verdade, há muita coisa que precisará de anos para surtir efeito, antes que um presidente nos tire totalmente da situação atual", afirmou Wonder.

De Lady Gaga a Bruce Springsteen e Scarlett Johansson, Obama já conseguiu o apoio de mais de 180 artistas. O compositor John Legend, o ator Laurence Fishburne e o deputado John Lewis percorreram igrejas do estado de Ohio em apoio ao democrata. As estrelas de Hollywood, Samuel L. Jackson, Anne Hathaway e o ator Chris Rock fizeram campanha para Obama nas rádios, pedindo voto sobretudo à comunidade negra, enquanto que Danny DeVito fez chamadas telefônicas para eleitores do estado de Wisconsin.

Agora, eles precisam provar se a empatia com os fãs será suficiente para conseguir reeleger Barack Obama.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.