Colômbia/Farc

Depois de anunciar cessar-fogo, Farc libertam quatro reféns chineses

Iván Márquez, chefe da delegação da guerrilha, anuncia em Havana que o cessar-fogo vai até o dia 20 de janeiro.
Iván Márquez, chefe da delegação da guerrilha, anuncia em Havana que o cessar-fogo vai até o dia 20 de janeiro. REUTERS/Enrique De La Osa

Em pleno processo de negociações de paz com o governo colombiano, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) libertaram esta madrugada quatro empregados de uma companhia petrolífera chinesa que estavam sequestrados há um ano e meio na selva amazônica colombiana.

Publicidade

Os quatro chineses, três engenheiros e um tradutor, foram libertados no departamento de Caquetá, conforme informou a embaixada da China em Bogotá. Eles trabalham para a companhia de petróleo Emerald Energy, empresa com sede no Reino Unido e filial do grupo chinês Sinochem. O grupo tinha sido sequestrado em junho de 2011 por um comando de elite da guerrilha marxista. Nesta quinta-feira, eles foram entregues pelos guerrilheiros ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICR), que costuma intermediar as operações de libertação de reféns.

A liberação dos chineses acontece em pleno ciclo de negociações de paz entre a guerrilha e o governo colombiano em Havana. As discussões, iniciadas há um mês na Noruega, foram retomadas na última segunda-feira em Cuba. Na terça-feira, as Farc anunciaram uma trégua unilateral de dois meses em suas ações de combate.

Hoje, as duas delegações de negociadores fazem uma pausa nos trabalhos em Havana. As discussões acontecem a portas fechadas e devem ser retomadas amanhã. A agenda de negociações, que deve pôr fim a 50 anos de conflito armado, aborda questões agrárias – estopim do conflito na década de 60 –, tráfico de drogas, inclusão política do grupo guerrilheiro, abandono das armas e indenização de vítimas. A delegação colombiana é encabeçada pelo ex-vice-presidente Humberto de la Calle, enquanto a guerrilha é representada pelo número dois das Farc, Iván
Márquez.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI