Acesso ao principal conteúdo
EUA/Escândalo

FBI abre inquérito penal contra Edward Snowden

O diretor do FBI, Robert Mueller, durante a audiência na Câmara de Representantes americana, em Washington, nesta quinta-feira, dia 13 de junho.
O diretor do FBI, Robert Mueller, durante a audiência na Câmara de Representantes americana, em Washington, nesta quinta-feira, dia 13 de junho. REUTERS/Yuri Gripas
Texto por: RFI
2 min

O diretor do FBI, Robert Mueller, confirmou nesta quinta-feira, dia 13 de junho, que os Estados Unidos abriram um inquérito penal contra o ex-consultor da Agência de Segurança Nacional americana (NSA), Edward Snowden, que vazou informações sobre programas de espionagem americanos. Esta é a primeira confirmação de que Washington está investigando o especialista em informática de 29 anos que permanece em Hong Kong e diz que lutará contra sua extradição.

Publicidade

Em uma audiência na Câmara de Representantes americana, em Washington, Robert Mueller anunciou a decisão. “Os vazamentos causaram graves danos a nosso país e a nossa segurança. Nós estamos tomando todas as medidas necessárias para que esta pessoa seja responsabilizada por seus atos”, declarou.

O diretor do FBI também informou que, se fosse iniciado anteriormente, o programa de rastreamento de informações das ligações telefônicas nos Estados Unidos, colocado em prática a partir de 2006, poderia ter identificado os autores do atentado de 11 de setembro de 2001, por exemplo.

“Nós reconhecemos que o povo americano espera do FBI e das agências de inteligência que nós protejamos suas vidas privadas quando trabalharmos em nossas missões de segurança nacional”, declarou, ressaltando que os programas foram aprovados pelo governo e respeitam as leis do país.

Snowden, que é responsável pela revelação de dois programas de rastreamento eletrônico e telefônico dos Estados Unidos está em Hong Kong desde o dia 20 de maio. Parlamentares americanos exigem sua extradição, argumentando que existe um acordo com Hong Kong neste sentido. O ex-agente da CIA poderia pegar de 15 a 20 anos de prisão.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.