Acesso ao principal conteúdo
Bolívia/Brasil

Para Bolívia, senador que se exilou no Brasil é um fugitivo

Palácio do Itamaraty, em Brasília, sede do ministério das Relações Exteriores do Brasil.
Palácio do Itamaraty, em Brasília, sede do ministério das Relações Exteriores do Brasil. EBC/Xenia Antunes/Creative Commons
Texto por: RFI
2 min

O governo boliviano confirmou neste domingo, 25 de agosto de 2013, que o senador da oposição, Roger Pinto Molina, que estava refugiado há 15 meses na embaixada brasileira de La Paz, deixou o país e está no Brasil. Em comunicado à imprensa, o ministério das Relações Exteriores boliviano também informou que o político é agora “um fugitivo da justiça”.

Publicidade

O ministério das Relações Exteriores da Bolívia publicou o comunicado depois de ter confirmado com a chancelaria brasileira que o senador Roger Pinto Molina tinha deixado a embaixada e estava no Brasil. O texto diz que “a fuga do país transforma o senhor Molina em um fugitivo da justiça boliviana”.

O senador da oposição estava exilado na embaixada brasileira de La Paz desde o dia 28 de maio de 2012 quando pediu asilo político ao país, alegando que era perseguido politicamente pelo governo do presidente Evo Morales. Ele precisava de um salvo-conduto para deixar o país que nunca foi dado pelas autoridades bolivianas. O governo afirma que o parlamentar responde por quatro processos judiciais por corrupção na Bolívia. Todas as ações legais previstas no direito internacional e nos acordos bilaterais foram acionadas, diz a nota oficial.

O senador Roger Pinto Molina chegou ao Brasil no sábado. Os parlamentares da oposição de direita boliviana foram os primeiros a anunciar e a comemorar sua saída da Bolívia. O local onde Molina vai viver no Brasil ainda não foi definido. O parlamentar deve dar uma entrevista coletiva amanhã, segunda-feira.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.