Estados Unidos/orçamento

Paralisia do orçamento coloca economia mundial em risco, alerta Tesouro Americano

Sem acordo em relação ao aumento do teto da dívida e o orçamento federal, EUA podem desencadear uma crise mundial
Sem acordo em relação ao aumento do teto da dívida e o orçamento federal, EUA podem desencadear uma crise mundial REUTERS/Jason Reed

Além da paralisia do orçamento, a falta de um acordo entre os congressistas sobre o aumento do teto da dívida pública americana pode gerar uma moratória com consequências mais graves do que a crise econômica de 2008, segundo um relatório divulgado nesta quinta-feira pelo Tesouro americano.

Publicidade

Os Estados Unidos tem até o 17 de outubro para votar o aumento do teto da dívida pública. Caso contrário, corre o risco de decretar moratória.

A situação se complica ainda mais com a paralisia de parte dos serviços públicos, provocado pela falta de um consenso no Congresso em relação ao orçamento federal, de acordo com o documento.

Neste contexto, haverá menos crédito disponível, o dólar pode registrar uma grande queda e os juros americanos podem subir, alerta o Tesouro americano.

Um cenário que pode conduzir a uma derrocada financeira e a uma recessão que lembram a crise de 2008.

"Adiar a votação do aumento do teto da dívida até o ultimo minuto é tudo o que nossa economia não precisa", disse o secretário do Tesouro Jacob Lew em um comunicado.

O presidente Barack Obama também reagiu nesta quarta-feira, lembrando que um calote potencial coloca o país em risco.

Em um discurso em Washington, a diretora do FMI (Fundo Monetário Internacional), Christine Lagarde, também lembrou que, se o ‘shutdown’ já era uma situação nefasta, a incapacidade de aumentar o teto da dívida ainda era mais grave, "não somente para os Estados Unidos mas para a economia mundial."

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI