Venezuela/Crime

Após assassinato de miss, Venezuela quer medidas de urgência contra crime

A atriz, modelo e ex-miss Venezuela Mônica Spears Mootz, de 29 anos, foi assassinada junto com seu companheiro em uma autoestrada da Venezuela.
A atriz, modelo e ex-miss Venezuela Mônica Spears Mootz, de 29 anos, foi assassinada junto com seu companheiro em uma autoestrada da Venezuela. REUTERS/Chaiwat Subprasom/Files

Na madrugada desta terça-feira, os corpos da atriz de novelas Monica Spear Mootz, Miss Venezuela 2004, e de seu companheiro, Thomas Henry Berry, um empresário europeu, foram encontrados em um carro na beira de uma autoestrada do norte da Venezuela. O choque e a indignação provocados por esse duplo assassinato levou o governo do país a marcar uma reunião de prefeitos e governadores nesta quarta-feira, 8 de janeiro de 2014, para estudar um plano de emergência contra a criminalidade.

Publicidade

Monica Spear Mootz e Thomas Henry Berry, encontrados "no interior do veículo no qual viajavam" em uma autoestrada do estado de Carabobo, entre as cidades de Puerto Cabello e Valencia, podem ter sido vítimas de um assalto que acabou mal. Eles foram "massacrados friamente", segundo o presidente venezuelano Nicolas Maduro.

A filha do casal, Maya Berry Spear, de 5 anos, sobreviveu ao crime. Ela foi ferida, mas seu estado de saúde é estável. O ministro do Interior, Miguel Rodriguez, informou que cinco pessoas foram presas e interrogadas pela polícia.

O presidente venezuelano decidiu reunir nesta quarta-feira cerca de cem autoridades locais, incluindo os governadores e prefeitos das cidades mais ameaçadas, para estudar medidas de urgência contra a criminalidade.

O presidente também pediu que esse caso não seja explorado politicamente, em um país dividido entre os nostálgicos do ex-presidente Chavez e os opositores ao chavismo, e onde os números relativos à insegurança são regularmente tema de polêmicas entre as ongs e as autoridades.

Celebridades do mundo do cinema, do teatro e da televisão convocaram uma manifestação contra a violência nesta quarta-feira em Caracas.

Emboscada

Segundo o diretor da polícia científica, José Gregorio Sierralta, o carro da família foi obrigado a parar depois de ter batido em um objeto que pode ter sido colocado na autoestrada de maneira proposital.

A atriz parou um semi-rebocador para pedir ajuda na autoestrada. Cinco homens armados apareceram no momento em que o carro estava sendo rebocado.

Os rebocadores decidiram então correr em direção a um posto de polícia, enquanto o casal e a criança se fecharam dentro do carro. Foi então que os assassinos atiraram contra o veículo antes de fugir, sem roubar nada, de acordo com o relato de José Gregorio Sierralta.

Atriz de telenovelas do canal americano em espanhol Telemundo, Monica Spear Mootz, 29 anos, foi eleita Miss Venezuela em 2004. Seu companheiro, de 39 anos, é um empresário apresentado pela imprensa como sendo britânico ou irlandês. Originária de Maracaibo, no noroeste do país, a atriz estava passando férias na Venezuela.

O país é um dos mais violentos da América Latina, com um índice de assassinatos entre 39 para 100 mil habitantes em 2013, segundo o ministério do Interior, e 79 para 100 mil, segundo a ong Observatório Venezuelano da Violência.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI