EUA/Alemanha

Alemanha quer reposta rápida dos EUA sobre suposto agente duplo

(DR)

O ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, declarou neste domingo (6) que se as informações sobre um agente alemão trabalhando para os EUA forem exatas, o caso deve ser esclarecido o mais rápido possível. O suposto agente duplo, de 31 anos, funcionário dos serviços de informações da Alemanha (BND), foi preso na quarta-feira. Ele é suspeito de ser espião para a CIA americana desde 2012.

Publicidade

“Todos os indícios mostram que ele colaborou com os americanos”, afirmou um alto responsável do BND ao jornal Frankfuter Allgemeine am Sonntag. Esse espião teria como tarefa recolher documentos sobre uma comissão parlamentar de inquérito alemã formada após as revelações de suposta espionagem por parte da agência americana de informações (NSA). Até mesmo o telefone da chanceler Angela Merkel esteve sob escuta.

25 mil euros

O suposto agente duplo teria entregado mais de 200 documentos aos Estados Unidos, em troca de 25 mil euros, segundo a imprensa. "Eu espero que todos cooperem prontamente para esclarecer essas alegações - com comentários rápidos e claros dos EUA também", afirmou o ministro alemão do Interior, Thomas de Maiziere ao jornal Bild.

Confiança abalada

A Casa Branca e o Departamento de Estado têm se recusado até o momento a comentar o caso. O caso ameaça golpear ainda mais os laços de Berlim com Washington, que ficaram abalados no ano passado por revelações de espionagem de larga escala na Alemanha pela NSA.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI