Colômbia/Farc

Colômbia tem semana crucial nas negociações com as Farc

EntrevistacColetiva dos mediadores entre as Farc e governo colombiano em Havana, Cuba. Rita Sandberg da Noruega e Rodolfo Benitez de Cuba.
EntrevistacColetiva dos mediadores entre as Farc e governo colombiano em Havana, Cuba. Rita Sandberg da Noruega e Rodolfo Benitez de Cuba. REUTERS/Stringer

Essa semana será crucial para o processo de paz na Colômbia. O governo se diz otimista e aguarda a libertação de um general e de quatro outras pessoas que foram sequestradas pela guerrilha.

Publicidade

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse que “deu instruções” às Farc para a libertação, ainda nesta semana, de um grupo raptado na semana passada. A guerrilha já concordou em libertar os soldados César Rivera e Jhonatan Díaz, que foram capturados após combates no dia 9 de novembro em uma zona rural colombiana. Outras três pessoas, incluindo um general do exército, sequestradas no dia 16 no departamento de Chocó (oeste), também devem ser soltas nos próximos dias.

Esse gesto da guerrilha é essencial para a retomada das negociações de paz. Segundo Santos, a solução para a crise deve ser rápida.

Esse otimismo, porém, não é partilhado pela delegação de negociadores das Farc que está em Havana, Cuba. Os guerrilheiros acusam o governo colombiano de colocar as negociações para a libertação dos seqüestrados “em risco”. Eles afirmam que o exército colombiano enviou tropas para a região da floresta amazônica onde se concentram os guerrilheiros e realizou sobrevoos e bombardeios. O Ministério da Defesa negou essas acusações e disse que não fez nenhuma tentativa de resgate e efetua apenas operações de rotina.

A guerrilha de inspiração marxista foi fundada nos anos 60 e tinha inspiração marxista. Ao longo dos anos, porém, se aproximou de narcotraficantes e intensificou a violência, usando sequestros como uma das principais estratégias. No intenso confronto com o governo, a guerrilha já deixou mais de 220 mil mortos e 5,3 milhões de desalojados.

 

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI